Coopermota - Notícia
INFORMAÇÃO || NOTÍCIA
Piscicultura: Coopermota realiza os primeiros alojamentos de peixes no Paraná
Piscicultura: Coopermota realiza os primeiros alojamentos de peixes no Paraná
/ 14/02/2022

Intensificando a parceria ‘produtor local e Frigorifico Coopermota’, a cooperativa iniciou neste mês de fevereiro o alojamento de peixes juvenis em duas propriedades no estado do Paraná. A primeira localizada no município de Itambaracá, com o alojamento de cerca de 8 mil juvenis de Tilápia em tanques escavados e a segunda no município de Sertaneja com o alojamento de 30 mil juvenis em tanques rede.


João Carlos, agrônomo da Coopermota, que acompanhou o processo de alojamento, o tanque escolhido para a produção da piscicultura faz toda a diferença na hora de realizar a despesca e obter sucesso da produção. Por isso, o alojamento foi realizado a partir de bastante análise e cuidado mediante as diferentes características da Tilápia e seu cultivo, no geral. “Existem diversos fatores que podem alterar a vivência do peixe, porém, é necessário que os juvenis tenham a melhor adaptação possível. Neste sentido, para iniciarmos essa fase de alojamento, buscamos parcerias com os produtores locais e realizamos um estudo em suas propriedades e no potencial para a engorda”, salienta.


No município de Itambaracá, a propriedade escolhida para o primeiro alojamento, foi a Piscicultura Santana, do piscicultor Luís Carlos Nhan Junior, que possui uma experiência de 10 anos no ramo, mantendo 8 tanques de peixes divididos em alevinos, juvenis e peixes de engorda. “Recebi em nossa propriedade a visita dos técnicos do Frigorifico da Coopermota, que apresentaram ótimas propostas em nível custo/benefício, fator que nos acendeu o interesse em efetivar essa parceria. Esse é o primeiro alojamento de peixes, porem já estamos esperançosos em realizarmos outros, pois somos clientes das Unidades de Negócios Coopermota há anos e conhecemos a seriedade em que a cooperativa atua e administra seus empreendimentos”, destaca o piscicultor Nhan Junior.


Na visão de João Carlos, essa parceria é um importante passo para a qualidade na produção, sendo de extrema relevância. “A principal vantagem dos tanques escavados é proporcionar as Tilápias um ambiente muito próximo do natural, o que garante aos peixes uma criação menos estressante e com mais qualidade. Esse é o foco de nossa produção, ‘qualidade’, a Piscicultura Santana e a experiência do Nhan Junior, poderá abonar isso para a cooperativa”, ressalta.


Para o segundo alojamento de peixes, no município de Sertaneja, foi escolhido a Piscicultura São Pedro, do piscicultor Nelcindo Lazzarotto, que atua com tanques rede mantendo a alta produtividade, “Tenho uma experiência de 15 anos na piscicultura, além de uma vasta passagem em setores administrativos em grandes empresas em São Paulo, fato que me dá propriedade para dizer ‘A parceria que o Frigorífico Coopermota está propondo para nos piscicultores é de extrema importância para o produtor local, além da rentabilidade’. Iremos atuar em parceria, com o apoio dos técnicos agrônomos da cooperativa, além dos suprimentos para peixes. Só consigo visualizar ganhos”, afirma o piscicultor Lazzarotto. 


De acordo com João Carlos, a parceria entre Frigorífico Coopermota e a Piscicultura São Pedro irá abonar a alta produtividade “Entre as vantagens desta se destaca, quando comparado ao sistema tradicional, a alta produtividade, melhor gerenciamento, controle e a facilidade na despesca”.  João Carlos afirmou que estas propriedades abre a fase de parcerias do Frigorífico Coopermota com produtores locais. “Estamos apenas iniciando, a ideia é buscar mais parceiros e assim aumentar a nossa capacidade de produtividade e engorda de peixes”, finalizou.


O Frigorífico Coopermota, localizado no município de Cornélio Procópio, com previsão de início de atividades no segundo semestre de 2022, está iniciando a reta final de conclusão de obras, com um investimento de mais de R$ 7 milhões, com o propósito de receber, na fase inicialmente, a produção de piscicultores da região, para otimização da planta instalada. A proposta é de expansão gradativa e ampliação da produção com novos turnos e linhas de abate. Segundo consta no projeto de desenvolvimento, a capacidade de abate do frigorífico nesta primeira fase de atuação será de 10 toneladas por turno.

COMPARTILHE
© Coopermota 2022 | Todos os direitos reservados
Matriz: 18 3341-9400